domingo, 3 de fevereiro de 2013

Algo mais fundamental por baixo de tudo



Estava eu conversando com um amigo sobre um tema muito comum em Ciência da Computação, "A Abstração". A abstração consiste numa simplificação da realidade objetivando obter um modelo relevante para a aplicação. Há vários níveis de abstração do pensamento e todos eles podem ser expostos através de um meio ou mídia. Um jeito de fazer isso é através da linguagem outro é através dos algoritmos computacionais ou não computacionais. Indo um pouco além, é correto afirmar que o mundo que nos é apresentado é uma abstração. Com isso, não quero ir ao extremo e dizer que este monitor a sua frente não existe, afirmo que de fato ele existe e é o que é. Entretanto como ele é apresentado, filtrado e compreendido por seu cérebro é abstrato, ou seja, ele não está inteiro em sua cabeça, mas apenas a parte que lhe é relevante. Você simplesmente ignora boa parte de seu funcionamento, pois isto não lhe é importante. O mesmo acontece quando sonhamos... Quando sonhamos com nossa namorada, amigos ou familiares essas pessoas não estão realmente lá e nem são elas mesmas, elas são você. Afinal não é possível sonhar em dupla, pelo menos ainda não. A realidade é mais fundamental. Como uma pintura quando olhada de muito perto parece apenas manchas, mas se olhada a distancia as cores e sombras formam signos interpretados pelo cérebro como objetos. E é assim que penso na realidade. Nós humanos só vemos parte da obra do Criador, pois estamos muito perto, mas há algo além um nível de abstração superior que controla toda a existência. Comentem...



E a ciência já confirma isso, veja: