segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Você morreria pela verdade? ou pela mentira?

A característica da Igreja Invisível é o seu zelo pela fé! Um ministro que se disfarça sob o nome de "Jorge" conta em seu livro Subterrâneo de Deus o seguinte incidente: Um capitão do exército russo dirigiu-se a um ministro na Hungria e pediu para falar-lhe a sós. Era muito moço, estouvado e muito seguro de sua função de conquistador. Conduzido a uma pequena sala de conferências e fechada a porta, deu sinal com a cabeça em direção à cruz que pendia da parede. "Você sabe que aquilo é uma mentira", disse ao ministro. "É apenas uma impostura que vocês, ministros usam para iludir os pobres e tornar mais fácil aos ricos conservá-los na ignorância. Vamos, estamos sozinhos. Declare-me se não é verdade que você nunca realmente creu que Jesus Cristo era o Filho de Deus!" O ministro sorriu. "Mas, meu pobre rapaz, com certeza eu creio. Isso é verdade". "Não quero brincadeira!" berrou o capitão. "Isto é sério. Não ria de mim!" Tirou o revólver e o colocou junto ao corpo do ministro. "Se você não admitir que isso é mentira, eu atiro!" "Eu não posso admiti-lo, porque não é verdade. Nosso Senhor é real e verdadeiramente o Filho de Deus", disse o ministro. O capitão atirou o revólver no chão e abraçou o homem de Deus. Lágrimas corriam dos seus olhos. "É verdade", exclamou ele. "É verdade, eu creio também, mas não tinha certeza de que pessoas morressem por esta fé, até que o descobri por mim mesmo'. Oh, muito obrigado! Você fortaleceu a minha fé. Agora eu também posso morrer por Cristo. Você me mostrou como!"